STCP
Linha Azul808 200 166 / 226 158 158

Notícias

Ver Todas

CARRO ELÉTRICO DE 1929 VOLTA A CIRCULAR NO PORTO

2017.05.05

CARRO ELÉTRICO DE 1929 VOLTA A CIRCULAR NO PORTO
A STCP vai apresentar no dia 6 de maio o restauro do eléctrico número 287, modelo "belga”, datado de 1929. Este carro elétrico, que foi totalmente recuperado, está apto para o transporte de passageiros e vai iniciar o seu serviço comercial durante o Desfile de Carros Elétricos 2017, este sábado. O momento será assinalado num momento simbólico de apresentação do novo veículo, com a presença do músico, e agora padrinho do "Carro Belga”, Miguel Araújo. A partir de então, o eléctrico 287 passa a integrar a oferta da STCP na linha 1. 

Este ano, celebram-se os 25 anos do recentemente renovado Museu do Carro Eléctrico. Desde em 1992, são preservados e expostos, neste espaço, vários carros elétricos, atrelados e veículos de mercadorias com inegável valor patrimonial e identidade cultural. Em 2015 reabriu com um novo núcleo expositivo alargado à Sala das Máquinas de produção da energia que movia os elétricos, produzida na Central Termoelétrica de Massarelos, edifício classificado que alberga o Museu.


O eléctrico "Belga
O carro elétrico 287 pertencia a uma série de 10 carros eléctricos que foram adquiridos pela Companhia Carris de Ferro do Porto à empresa belga "Societé Anonyme des Atelliers de Construction des Etablissements Familleureux” em 1928, razão pela qual ficaram conhecidos pelo nome de "carros belgas”.
O "belga” era olhado como o carro eléctrico mais elegante de todos. Possui seis janelas laterais e cinco em cada uma das plataformas. Os 32 lugares sentados no interior são revestidos a palhinha (NOTA: dado que será utilizado no serviço comercial regular, este veículo 287 não tem agora assentos em palhinha), destacando-se ainda pelos candeeiros interiores e pelos seis ventiladores no tejadilho que permitiam a renovação do ar.
A circulação de carros eléctricos para fora dos limites da cidade do Porto exigia a utilização de veículos com capacidade para mais viajantes. Assim sendo, a Companhia Carris de Ferro do Porto adquiriu alguns destes veículos no ano de 1929, veículos estes que eram mais volumosos permitindo a circulação de 40 passageiros sentados. Era ainda utilizado, preferencialmente em trajectos com declive pouco acentuado, fazendo sobretudo o percurso da Foz.
Esta série de carros foi adquirida para substituição de alguns dos 30 carros eléctricos que ficaram totalmente inutilizados num grande incêndio ocorrido no edifício da "Remise” da Boavista na madrugada do dia 27 de Fevereiro de 1928. Assim, no ano seguinte os "belgas” entraram ao serviço, deixando de circular a 18 de Maio de 1996.   

Características Técnicas:
Número de motores: 2
Origem, marca e modelo dos motores: Inglaterra, British Thomson Houston – BTH 114DR ventilado
Tipo e potência dos motores: motor de série de corrente contínua de 89 HP
Tensão de alimentação dos motores: 550v (600v - max.) de corrente contínua
Marca e modelo dos combinadores (controllers): Siemens K 7731-1
Chassis (truck): bogies de tracção máxima montados na posição invertida 
Fabricante dos chassis (truck): J.G. Brill, Cº
Distância entre pivots de bogies: 5,50 m
Distância entre eixos de bogies: 1,50 m
Bitola (largura) da linha: 1,435 m
Lotação (lugares sentados): 32
Comprimento total (sem fenders): 11,65 m
Largura máxima: 2,44 m
Altura (sem trólei): 3,61 m
Peso aprox.:16,000 Kgs
Ver Todas
Não existem comentários para este conteúdo.

Para aceder à sua conta pessoal insira os seus dados. Caso ainda não seja um utilizador registado, registe-se aqui e personalize a informação das suas linhas.

Autenticar

Recuperar Password
Redes Sociais
STCP
Todos os direitos reservados STCP, SA   |