STCP
Linha Azul808 200 166 / 226 158 158

Política Energética

A CERTIFICAÇÃO DESDE 2008

Em 26 de dezembro de 2008, a STCP, SA passava a ser em Portugal, a primeira empresa de transportes rodoviários de passageiros a ter um Sistema Integrado de Gestão certificado simultaneamente pelos três referenciais normativos seguintes:
NP EN ISO 9001:2008 – Sistemas de Gestão da Qualidade
NP EN ISO 14001:2004 – Sistemas de Gestão Ambiental
OHSAS 18001:2007 / NP 4397:2008 – Sistemas de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho.
Todas as atividades e instalações da STCP, SA, com exceção do Museu do Carro Elétrico, encontram-se abrangidas pelo âmbito da Certificação, desde a prestação do serviço em si, passando pela manutenção das viaturas, até ao atendimento ao cliente.

As Certificações vieram proporcionar a integração da STCP num grupo de empresas de vanguarda, distinguindo-a dos demais Operadores de Transporte, o que constitui a nível interno um fator adicional de motivação e orgulho para todos os trabalhadores, embora, exigindo uma participação constantemente interessada e ativa por parte destes.

As Certificações são atribuídas por um período de três anos, com auditorias anuais de acompanhamento por parte da entidade certificadora e em 2016 foi revalidada, pela entidade certificadora, a Certificação Ambiental da STCP.

A POLÍTICA AMBIENTAL DA STCP

Na atividade de transporte coletivo rodoviário, a STCP assume um papel relevante na qualidade ambiental do espaço urbano onde atua. O compromisso de contribuir para um futuro melhor leva a empresa a apostar na melhoria contínua, procurando sempre as soluções tecnológicas mais eficientes e geradoras de impactos menos nocivos, concorrendo deste modo para a sustentabilidade social e ambiental.


A assinatura em 2010, pela STCP da Carta de Desenvolvimento Sustentável da UITP (União Internacional dos Transporte Públicos), na sua versão Full Charter, é a prova evidente desse comprometimento, atribuindo assim um maior nível de responsabilidade e de exigência à empresa.

Em 2016, a STCP consolidou a sua comunicação com as entidades reguladoras, de acordo com o normativo legal que regula a sua atividade em termos de impacto ambiental, nomeadamente através da monitorização das fontes de emissão, do controlo da utilização de gases fluorados com efeito de estufa e empobrecedores da camada de ozono, da análise e controlo dos efluentes e da gestão dos resíduos produzidos.

Evolução de alguns indicadores:



FROTA

Com a utilização de frota a gás natural, em 2016, em detrimento de frota a gasóleo, foram poupados cerca de 3,2 milhões de euros em combustível e evitou-se a emissão de aproximadamente 863 toneladas de CO2. Desde 2001, ano em que foram introduzidas as viaturas a gás na empresa, que a utilização deste tipo de viaturas com este combustível em detrimento de viaturas a gasóleo, conduziu a uma poupança de aproximadamente 34 milhões de euros e de 8.632 toneladas de emissões de CO2, no período de 16 anos, representando uma poupança média por ano de aproximadamente 2,1 milhões de euros e de 540 toneladas de emissões de CO2.



Frota: emissões de poluentes atmosféricos


Em 2016 as emissões de CO2 da frota de autocarros aumentaram 5,7%, em linha com a evolução dos veículos km percorridos, e as emissões de CO2 por veículos km total, mantiveram-se praticamente inalteradas, situando-se em 1,647 kg por veículos km totais.



Distribuição da frota em 2016 por normas EURO
A frota da STCP é composta por veículos que cumprem as normas EURO II (46%), EURO III (25%), EURO V (7%) e EEV (22%), ou seja, cerca de 29% da frota cumpre já as normas mais exigentes do ponto de vista ambiental em vigor na União Europeia.

ENERGIA

Consumo de energia em toneladas equivalentes de petróleo (tep)
(cálculo efetuado de acordo com a Portaria nº 228/90 de 27 de março) (tep)


O consumo de energia, em tep, apresentou um aumento de 6,1% relativamente a 2015, essencialmente por via do aumento da produção.

ÁGUA

O consumo de água da rede pública diminuiu cerca de 5% face ao ano de 2015, registando-se um ligeiro aumento de consumo de água por captação, devido a uma avaria na estação de recolha da Via Norte, que ficou resolvida no primeiro trimestre do ano.



GESTÃO DE RESÍDUOS

A STCP efetua a recolha seletiva de resíduos e o seu encaminhamento para o destino mais adequado, privilegiando, sempre que possível, a respetiva valorização.
Em 2016 verificou-se um aumento dos resíduos perigosos de baterias e lâmpadas fluorescentes e um decréscimo nos óleos usados relativamente a 2015.
Relativamente aos resíduos industriais não perigosos registou-se uma descida quer nos banais, quer na madeira, e um pequeno aumento nos resíduos metálicos.

Evolução dos resíduos mais significativos 



Plano de Viagem
De:     Para:
às

Selecione uma linha

História dos Transportes
Frota
Redes Sociais
STCP
Todos os direitos reservados STCP, SA   |